Clique aqui para navergar no Website
 
     
Animal Manager - O site de tecnologia animal - Cães, Gatos, Aves, Peixes, Cavalos, Roedores e muito mais...
INFORMAÇÃO CRIADOR ON-LINE
ENTREVISTAS
  Painel de Controle Cadastre-se Índice Atualizar Voltar  

Ibiuna/SP, 12 de Setembro de 2004. - Entrevistada: Elite Costa

Criador On-line: Qual é a origem do Pastor Branco Suíço?
Eliete:
A raça originou-se na Alemanha, por volta de 1898.

Criador On-line: O Pastor Branco é parente do Pastor Alemão?
Eliete: O Pastor Alemão tem origem no Pastor Branco e o primeiro Pastor Alemão registrado no mundo tinha como avô materno um Pastor Branco que se chamava Horand, primeiro animal oficial da raça. Havia um exemplar em sua árvore genealógica e conseqüentemente essa herança genética no sangue.

Criador On-line: Ainda há brigas para o reconhecimento da raça?
Eliete: Hoje não existem mais brigas. Na realidade o que deveria ter acontecido no Brasil era a união dos criadores não importando qual a nomenclatura que seria adotada, seja Pastor Branco, Pastor Alemão Branco ou qualquer outra. Desde 18/10/2002 a raça é reconhecida no mundo inteiro, podendo concorrer até a títulos internacionais. Os suíços anteciparam-se aos brasileiros e melhor organizados entraram com o pedido de reconhecimento, daí a nomenclatura de Pastor Branco Suíço. Cada país quis um reconhecimento e nomenclatura diferentes mas não há diferença, por exemplo, entre Pastor Branco e um White Shepherd (do Canadá).

Criador On-line: Quanto a denominação da raça, por que existe duas variações?
Eliete: As nomenclaturas no Brasil são "Pastor Branco Suíço", reconhecido pela CBKC, e "Pastor Alemão Branco", reconhecido na SOLPAB. Os criadores na Alemanha e criadores do Pastor Alemão tradicional negam a existência do Pastor Alemão Branco e tentam seu reconhecimento como Pastor Branco Suíço. Nomenclatura é uma briga sem fim e o sr. Jorge Caracante, antigo presidente da SOLPAB, tentou isto até falecer. Até 1968, nos Estados Unidos, o Pastor Alemão Branco fazia parte do registro do Clube do Pastor Alemão, fundado em 1913, e pela primeira vez na história de um clube os animais registrados como puros foram banidos devido a sua cor.

Criador On-line: E por que Pastor Branco Suíço se sua origem foi na Alemanha?
Eliete: A nomenclatura Pastor Branco Suíço nada mais é do que o nome do país que melhor se organizou na criação e que, cansados como nós brasileiros de ver um cão de raça pura e tão bonito sendo excluído de exposições e campeonatos pelo simples fato de não poder manter sua origem em seu nome, resolveram mudar o nome e reconhecê-lo, trabalhando pelo animal em si, independente dele se chamar Canadense, Alemão, etc.

Criador On-line: Na sua opinião, qual nomenclatura deveria prevalecer?
Eliete: Na minha opinião pouco importa o nome que é dado à raça do cachorro e sim qual denominação o torna mais interessante para nós criadores. A CBKC que é um órgão ligado a FCI (Federação Internacional de Cinofilia) e que utiliza o nome de Pastor Branco Suíço, torna-se mais interessante utilizar esta denominação pois você passa a ter um cão reconhecido internacionalmente e tem um pedigree como de outro cachorro qualquer, sem nenhuma discriminação.
Acho que ele será sempre um Pastor Alemão Branco, pois foi onde ele surgiu a primeira vez, porém não acho que o nome da raça mude em nada o cão que ele é.

Criador On-line: Existe a possibilidade de entre Pastores Alemães "brancos" nascerem pastores "não brancos"?
Eliete: Teoricamente não. Não temos notícias do ocorrido com outros criadores, por exemplo, a Joanne do Canadá cria a raça há 30 anos e nunca houve algo parecido.

Criador On-line: E o inverso, pode acontecer?
Eliete: Sim. É muito comum entre Pastores Alemães tradicionais nascerem filhotes brancos. Como nascem sem pigmentação são imediatamente taxados como albinos e então sacrificados. Bastaria esperar em torno de duas semanas onde teria-se um belo exemplar branco com focinho e plantares negros e quando adulto, ao cruzar com outro exemplar, só produziria filhotes brancos.

Criador On-line: Existe facilidade na emissão de pedigrees para a raça?
Eliete: Sim, o mapa de ninhada é feito normalmente como para qualquer outra raça e emitido por todos os Kennels Clubes do país.

Criador On-line: Na questão de emissão do pedigree para a raça, você mudaria alguma coisa?
Eliete: Sim, ainda existem muitos exemplares da raça sem registro. Poderia haver uma avaliação mais simples, visto que os juízes ainda conhecem muito pouco sobre a raça.

Criador On-line: Se no acasalamento de Pastores Alemães tradicionais nascerem um ou mais filhotes brancos, como esses seriam registrados?
Eliete: No caso de acasalamento entre Pastores Alemães nascer um filhote branco, além de constituir falta desqualificante, o filhote nunca será um Pastor Branco Suíço. Dessa forma não haverá registro para o exemplar. No caso de acasalamento entre Pastor Alemão e Pastor Branco Suíço, também não haverá registro pois a FCI proíbe o cruzamento inter-raciais.


CONSIDERAÇÕES FINAIS

Embora existam duas facções que diferenciam os Pastores Brancos única e exclusivamente pelo seu nome, essas não são capazes de desqualificar um cão de extrema inteligência, dócil, brincalhão e muito amoroso. Só mesmo tendo um destes animais para se entender a real expressão “O cão é o melhor amigo do Homem”.

Muito obrigada!

Eliete Costa














Voltar ao Início

Créditos pela Entrevista:
Samantha Nunes

Jornalista Responsável
Anita dos Santos Gambardella
RP 16.654/SP

Perfil do Entrevistado


Eliete Costa

Seu primeiro canil foi fundado em 1989, onde criava yorkshires. Em 2001 adquiriu uma chácara em Ibiúna/SP e em seguida comprou seu primeiro Pastor Branco Suíço, o "Igor". Seu propósito, a princípio, era ter um cão de guarda e um companheiro para o caseiro, mas quando se deu conta já estava com seu plantel montado.

Hoje, além de Pastor Branco Suíço, cria também Bernese Mountain Dog em uma área de 3.000 m2 onde possui uma estrutura favorável para a criação de cães com eficiência e sofisticação, com baias apropriadas, áreas de recreação e acompanhamento constante de profissionais especializados.

Graças a sua dedicação, amor e ao desenvolvimento de um trabalho sério e ético, o Canil Scatle conquistou o título de segundo melhor criador da raça 2003, cedido pela CBKC: "Recebemos o reconhecimento de tudo isso não só através de filhotes que atendem aos padrões de cada raça, mas também o reconhecimento público. Conquistamos esse título que é motivo de grande orgulho e nos incentiva cada vez mais!", diz Eliete.


E-mail:
canilscatle@canilscatle.com.br

Website:
www.canilscatle.com.br

Endereço:
Rua 1 Quadra 4 Lotes 1 e 2 - Recreio Campo Verde
Ibiúna - SP

Telefones:

(11) 6979-0404 / 7161-7628

Fotos cedidas pelo Entrevistado

PW80-11459